Relatos
  • Local

Saiba tudo sobre a cachoeira da Santa Bárbara e Capivara na Chapada dos Veadeiros!

A cachoeira da Santa Bárbara merece um lugar de destaque no seu roteiro, é um verdadeiro santuário ecológico. A primeira vez que me deparei com aquela grandiosidade da natureza me surpreendi de tal maneira que achei que estava entrando em um cenário de conto de fadas. Esse paraíso é uma das cachoeiras protegidas pelo Quilombo Kalunga que controla o acesso de pessoas.

cachoeira-da-santa-barbara

Dentro do Quilombo além da Cachoeira da Santa Bárbara há outras diversas cachoeiras, entre elas estão a Candaru e a Capivara. Em um único dia você poderá conhecer a cachoeira da Santa Bárbara e a da Capivara. A Candaru precisa de um dia inteiro dedicado a ela.

cachoeira-da-santa-barbara-3

O mais interessante desse passeio é a experiência vivida que vai além das belas paisagens, nós imergimos totalmente na cultura local, principalmente pelo fato de que um dos guias que irão nos levar até as cachoeiras são moradores do Quilombo. Essa troca de vivência agrega muito valor para ambas as partes. Nos faz enxergar a vida pelo ponto de vista daquelas pessoas que vivem ali em prol da natureza.

guia-cachoeira-da-santa-barbara

Como chegar?

Para chegar nesse lugar maravilhoso e poder viver tudo isso é preciso um pouco de paciência porque esse povoado está a 142 km da cidade de Alto Paraíso de Goiás (lugar que a maioria das pessoas ficam hospedadas), 157 km de São Jorge (porta de entrada do Parque Nacional) e 27 km de Cavalcante sendo que de Cavalcante até o Quilombo o acesso é por estrada de terra. No caminho entre Cavalcante e o Quilombo vale a pena dar uma parada no Mirante Nova Aurora, é um visual lindo e ainda há a possibilidade de ver a revoada das araras que de vez em quando dão o ar da graça.

536714_483290228365072_786133699_n

cachoeira-da-santa-barbara-araras-2

Para quem deseja chegar bem cedo na cachoeira e poder curtir ela vazia recomendo pernoitar em Cavalcante, desse modo economiza tempo de viagem e só terá que percorrer o trajeto da estrada de terra (27 km).

Acesse aqui para reservar sua hospedagem em Cavalcante.

A presença do guia durante todo passeio é obrigatória, é uma forma de controlar o número de pessoas e de movimentar a economia do Quilombo. A contratação pode ser feita em Cavalcante no C.A.T (Centro de Atendimento ao Turista) ou na entrada do Quilombo antes de começar a trilha. Quando fizemos o passeio fomos com a Dalila, ela é ótima porque conhece muito sobre a história do lugar e fez nosso passeio ser ainda mais incrível.

cachoeira-da-santa-barbara-guia

Agora é hora de reservar o almoço. Alguns moradores abriram as portas da sua casa para nos receber no melhor estilo, com uma comida típica, caseira e muito saborosa. Após curtir as maravilhosas cachoeiras da Santa Bárbara e Capivara você vai ficar muito feliz em repor as energias com um almoço desses, além de ser uma oportunidade única de conversar com eles e conhecer ainda mais sobre sua cultura.

cachoeira-da-santa-barbara-almoço

Sobre a trilha

Da entrada até a Santa Bárbara são mais ou menos 12 km ida e volta.  Percorremos uma parte em nosso carro, depois cruzamos o rio caminhando e para diminuir a caminhada, também é possível pegar um pau de arara ou carro que ficam depois do rio. Custa R$ 5 (em média) o trecho e reduz bastante a caminhada. Fizemos isso e já deixamos combinado o horário da volta. Fazendo assim, a trilha fica em uns 2 km.

cachoeira-da-santa-barbara-como-chegar

O cenário da trilha fica por conta da vegetação diferente que o cerrado nos proporciona, com sorte terá a oportunidade de ver tucanos embelezando ainda mais a paisagem.

cachoeira-da-santa-barbara-tucano

cachoeira-da-santa-barbara-trilha

Após 20 minutos andando cerrado adentro ouvimos o barulho da água. Em pouco tempo chegamos a Santa Bábarazinha que é a cachoeira que fica abaixo da Santa Bárbara, com uma queda  d´água bem pequena, mas com a coloração turquesa incrível.

cachoeira-da-santa-barbarazinha

Subimos um pouco mais até chegar a Santa Bárbara, que surpreende pela sua grandiosidade e pela cor da água. A Santa Bárbara tem 35 metros de queda e um poço de água cristalina. O poço é fundo em algumas partes, mas dá para chegar, sem risco, até a queda d´água.

cachoeira-da-santa-barbara-4

cachoeira-da-santa-barbara-5

Esse paraíso já foi pouco conhecido e deserto porém atualmente o cenário é outro, a cachoeira da Santa Bárbara recebe um grande número de visitantes principalmente na alta temporada e nos finais de semana. Se gosta de lugares mais tranquilo recomendo ir dia de semana, preferencialmente terça ou quarta-feira. A melhor época para ver a Santa Bárbara com a água bem azul e cristalina é no período da seca, pois quando chove, a água fica turva.

Cachoeira da Capivara

O passeio para a cachoeira da Capivara é combinado com a cachoeira da Santa Bárbara. Para chegar até a Capivara nós voltamos a trilha da cachoeira da Santa Bárbara, pegamos o carro e ao chegar na entrada percorremos um trecho curto para estacionar novamente. A caminhada dura em torno de uns 20 minutos. Para chegar até o primeiro poço é bem fácil, já para ir até o segundo e maior poço é preciso caminhar pelas pedras.

cachoeira-da-capivara-2

cachoeira-da-capivara-1

A cachoeira da Capivara tem um encanto cativante, apesar da coloração da água não ser azul turquesa como na Santa Bárbara ela nos surpreende de outras formas.

cachoeira-da-capivara-3

Ao descer as pedras chegamos no encontro de duas cachoeiras que formam uma piscina natural enorme. Para os desbravadores vale a pena caminhar pelas pedras e ir até a ponta mais esquerda da cachoeira, lá verá a continuação dela, descendo por entre cânions a perder de vista, é lindo demais!

Depois de viver tantas experiências e emoções é hora de comer. No retorno voltamos ao restaurante e nosso almoço já estava pronto. Um buffet de comida caseira feita no fogão a lenha no estilo sirva-se à vontade.

cachoeira-da-santa-barbara-almoco

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>