Chevrolet Seeker: a ameaça aos rivais BYD e Toyota no mercado de SUVs global, no Brasil teria bom volume de vendas

Compartilhe:

Aqui você encontra:

Chevrolet Seeker: a ameaça aos rivais BYD e Toyota no mercado de SUVs global, no Brasil teria bom volume de vendas
Foto: Divulgação/Chevrolet Seeker

A Chevrolet lança o Seeker, seu mais novo SUV, prometendo liderança no mercado brasileiro. Desenvolvido na China, o Seeker (conhecido como Tracks nos EUA) é visto como o substituto do Cruze e posiciona-se entre o Equinox e o Tracker. Com lançamento nos EUA e China, o Seeker é uma aposta da Chevrolet para preencher uma lacuna lucrativa no mercado de SUVs médios, desafiando diretamente concorrentes como o Jeep Compass e o Toyota Corolla Cross.

O Chevrolet Seeker emerge como um gigante adormecido, pronto para sacudir o competitivo mercado de SUVs no Brasil. Desenvolvido integralmente na China, o Seeker representa a mais recente inovação da Chevrolet, uma marca já consolidada por oferecer veículos que combinam design, desempenho e tecnologia. Este lançamento é especialmente significativo, pois não apenas preenche o vazio deixado pelo Cruze, mas também posiciona a Chevrolet como uma forte concorrente em um segmento dominado por modelos como o Jeep Compass e o Toyota Corolla Cross, e na China, a gigantesca BYD.

Com um design atraente e dimensões generosas, o Chevrolet Seeker estabelece-se como uma opção robusta no segmento de SUVs. Medindo 4,53 metros de comprimento, com um entre-eixos de 2,70 metros, o modelo supera o Jeep Compass em tamanho, oferecendo um amplo espaço interno e um porta-malas com capacidade para 425 litros.

O visual do Seeker é um de seus pontos fortes, apresentando uma grade frontal elegante com barra cromada, faróis full LED, e opções de rodas de 18 ou 20 polegadas. Para a versão RS, detalhes em Black Piano nos retrovisores e hack de teto adicionam um toque de sofisticação.

Motor do novo Seeker da Chevrolet

Sob o capô, o Seeker destaca-se com um motor 1.5 turbo de quatro cilindros, com injeção direta de combustível, capaz de gerar 180 cavalos de potência e um torque de 27,5 kgfm. Este conjunto mecânico é acoplado a uma transmissão automática tipo CVT de nove marchas simuladas, proporcionando um desempenho notável: aceleração de 0 a 100 km/h em 8,5 segundos e eficiência no consumo de combustível, com médias de 10,9 km/l em circuito urbano e 13,7 km/l em rodovia.

No interior, o Seeker oferece um acabamento que equilibra plástico duro com áreas revestidas em couro, incluindo painel, portas e console. O espaço interno é amplificado pelo longo entre-eixos, acomodando confortavelmente cinco adultos. Em termos de equipamentos, o modelo não deixa a desejar, oferecendo chave presencial, sistema de som Premium, banco do motorista com ajustes elétricos, teto solar panorâmico, climatização digital, carregamento de celular por indução, painel digital configurável e uma central multimídia com tela de 10,2 polegadas.

Segurança e competitividade com BYD e Toyota

No quesito segurança, o Seeker impressiona com um pacote completo desde a versão de entrada, incluindo seis airbags, controle de tração e estabilidade, freios ABS, alerta de colisão, frenagem autônoma de emergência e assistente de correção de faixa. As versões mais completas adicionam recursos como detector de pedestres e ciclistas, alerta de pontos cegos, comutação automática de farol alto, e piloto automático adaptativo com função stop and go.

Com um preço competitivo e uma gama de recursos atraentes, o Chevrolet Seeker surge como um forte competidor no segmento de SUVs médios. Seu lançamento é estrategicamente posicionado para preencher uma lacuna entre o Tracker e o Equinox, oferecendo uma alternativa viável aos líderes de mercado como o Jeep Compass e o Toyota Corolla Cross e a marca BYD. A Chevrolet, com o Seeker, parece pronta para sacudir o mercado e desafiar o domínio atual no segmento de SUVs médios.

Encontrou algo errado ou não atualizado? Fale conosco deixando um comentário ou enviando um e-mail para: poraidemochilawp@gmail.com

Encontrou algo errado ou não atualizado? Fale conosco deixando um comentário ou enviando um e-mail para: poraidemochilawp@gmail.com